Feira

Lilian Ruas revela cores, animais e estilos que vão bombar em 2019

Lilian Ruas revela cores, animais e estilos que vão bombar em 2019

Consultora comenta tendências do segundo semestre, e fala sobre as festas intimistas que tomam conta do mercado.

 

Se as festas com temas de dinossauros qualquer decorador produz, como fazer, então, para se diferenciar da concorrência? A solução é personalizar o dinossauro de acordo com a personalidade da criança aniversariante – que tal um dinossauro que toca guitarra, um dinossauro astronauta, ou mesmo um dinossauro que ama batatas fritas?

A dica é da consultora Lilian Ruas, que reuniu uma multidão em sua palestra nas Expo Festas e Parques 2019, no Expo Center Norte. “Festas com significado são a grande tendência para este ano. É fundamental contar uma história com a sua decoração”, resumiu.

Com todas as cadeiras ocupadas e visitantes de pé em torno do palco, Lilian se apresentou para falar sobre o que vai estar em alta no setor no segundo semestre. Entre os animais que serão mais solicitados pelos clientes, por exemplo, estão o porco-espinho, o esquilo e o cisne.

“Usar só uma cor também é tendência”, ensina Lilian, que avisa que, além da cor pantone do ano, o living coral, estarão espalhadas pelas vitrines as cores metálicas, o greenery celadon – “verde elegante”, de acordo com Lilian –, o furta-cor e os tons terrosos.

“Aliás, se você quiser fazer festa de Frozen neste ano, recomendo que faça em tons terrosos. A gente ainda caminha nos tons conhecidos, quando já é hora de se jogar e arriscar”, avalia a consultora. “O mármore também vem forte esse ano, assim como o concreto aparente e o cimento queimado”.

Lilian lembra também o terrazo, uma espécie de mosaico que estará presente em papelarias, toalhas de mesa, utensílios e balões. “é igual ao granilite do piso da casa da avó da gente”.

Por falar em família, outra tendência comentada pela especialista é a das festas intimistas, nas quais os pais convidam apenas os parentes mais próximos da criança, ou, no máximo, a família e mais alguns amiguinhos. Para ela, este estilo veio para ficar, e é importante que as marcas não só não se sintam ameaçadas, como também abracem esta dinâmica.

“As festas voltam a ser menores e, então, você tem que pensar qual o tipo de serviço poderá oferecer a essa mãe, para que se diferencie da sua concorrência. Temos que acordar para o novo, sair da borda, se informar”, resume Lilia.

 

Leia também: Francielle Campana é a vencedora da Copa Cake 2019

Leia também: Em busca de novidades, Dissul fecha negócios nas Rodadas

 

Fonte: Primeira Página.

Redes Sociais